(65) 3615-5221
Menu

Nossos Serviços

Corpo Clínico

Guia Paciente

Convênios

Radioterapia

Ouvidoria

Onde Estamos

Notícias

Judocas campeões aderem ao Novembro Azul Oncomed

Publicado por Oncomed em 23/11/2017 às 14:18

O Campeão mundial e ouro no Pan, judoca David Moura, e seu pai, o consagrado judoca mato-grossense Fenelon Oscar Muller, participaram de uma palestra promovida pela Oncomed sobre a prevenção contra o câncer de próstata. O esportista alertou aos participantes que o importante é vencer o preconceito que ronda o exame de toque, assertivo ao diagnóstico precoce da doença.
 

“Concordo com a mensagem que foi passada na palestra pelo médico Marcelo Bumlai, de que é preciso vencer o preconceito com campanhas e mudando a cultura da população. Devemos ensinar as crianças desde pequenas sobre o perigo que é o câncer e incentivar a prática de esportes. Isso torna a vida de todos mais saudável, combatendo a obesidade, que é um fator de risco para o câncer de próstata, como vimos na palestra”, afirma o judoca que nasceu em Cuiabá e onde segue treinando pela Seleção Brasileira de Judô.


O pai do atleta, Fenelon Muller, também prestigiou o evento e declarou apoio à campanha institucional da Oncomed. “É muito importante cuidar da saúde, não somente do corpo, mas também da mente. É preciso estar bem consigo mesmo e, como pai, destaco a importância do diálogo em família sobre o câncer”, disse o campeão que representou o Brasil em onze campeonatos internacionais de judô. 

 
Evento promovido no auditório da clínica teve o objetivo de propagar orientações médicas sobre o câncer de próstata e a saúde do homem, promover a interação entre pacientes, familiares e a sociedade em geral. A mobilização segue até o final do mês de novembro, em alusão ao mundialmente conhecido Novembro Azul. “Estimamos que todos os anos são diagnosticados uma média de 60 mil casos de câncer de próstata e 57 mil de câncer de mama, ao lembrarmos aqui do Outubro Rosa. São cerca de 120 mil pessoas convivendo com o câncer a cada ano. Com certeza é preocupante, porém, o mais importante é diagnosticar cedo para oferecermos um tratamento que gere resultados satisfatórios”, explica Marcelo Benedito Mansur Bumlai, oncologista clínico da Oncomed.  

 
Durante a palestra, Bumlai também destacou formas de diagnóstico, tratamentos, fatores de risco e sintomas do câncer de próstata. “Com certeza ainda temos muito preconceito em nossa sociedade quanto a uma forma de diagnosticar o câncer de próstata no homem, que é o exame de toque, ou mesmo quanto aos tratamentos. Mas no meu dia a dia me deparo com uma maioria esmagadora de homens que, felizmente, querem seguir vivos e com qualidade de vida. E nesse caso, o preconceito fica em segundo plano”, destaca o especialista.

 
O encontro foi seguido de apresentações culturais: de violão clássico, com Scharles Tressmann, e da banda Endorphina.

(65) 3615-5221
e-box - Sitevip InternetSitevip Internet