WhatsApp
(65) 3615-5221
Menu

Nossos Serviços

Corpo Clínico

Guia Paciente

Convênios

Radioterapia

Ouvidoria

Onde Estamos

Notícias

Ações de conscientização marcam Dia do Meio Ambiente na Oncomed

Publicado por Pau e Prosa Comunicação em 17/06/2019 às 15:03

Pode parecer pouco, mas um canudo de plástico por dia, utilizado por milhares de pessoas, se torna um grande problema para a natureza. Por isso, ele foi um dos alvos da campanha de conscientização que a Oncomed, clínica multidisciplinar do câncer, realizou nesta quarta-feira (5 de maio), Dia Mundial do Meio Ambiente. Além de receber um kit com canudos de aço inox reutilizáveis, os funcionários da empresa assistiram a vídeos educativos e descreveram em um mural suas ações para ajudar a preservar o planeta.

A ideia partiu da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA) e foi prontamente adotada pela Gestão de Pessoas e diretoria da Oncomed, explica a funcionária Dayane Balconi, do setor de recursos humanos. “Como estamos implantando essa cultura, procuramos uma forma de fazer com que as pessoas realmente entendessem a importância. Por isso estamos focando na questão do canudo. Hoje é involuntário, utilizamos ele para tomar um suco ou água. No final, uma pessoa acaba gastando mais de 500 canudos por ano”, informa.

“Todos temos um propósito, que é o de viver melhor. Então temos que colaborar para isso. E uma das principais atitudes é ter mais cuidado com a natureza”, acrescenta a médica oncologista Cristina Guimarães Inocêncio, diretora da Oncomed. Ela lembra que a clínica já no ano passado começou o trabalho promovendo a troca dos copos de plástico por canecas para os funcionários e este ano o alvo é o canudo. É uma atitude necessária, ressalta, pois há uma grande dificuldade de fazer a reciclagem desses materiais na cidade e certamente irão parar na natureza. “Se não pensarmos agora, os filhos dessas pessoas não conseguirão ver as coisas bonitas que nós já vimos”, alerta a médica.

Os funcionários aprovaram a iniciativa e mostraram que, em certa medida, já vêm fazendo algo nesse sentido. “Ações básicas como não jogar lixo na rua e evitar uso de sacolas de plástico refletem para a melhora desse ecossistema. Eu procuro sempre ter essa atitude. Quando eu vejo alguém jogando alguma coisa na rua eu vou lá e pego. São pequenas coisas que fazem muita diferença e as pessoas muitas vezes não dão valor”, lamenta Débora Medeiros, enfermeira dos setores de Radioterapia e Quimioterapia.

“O que eu faço às vezes é fechar a torneira quando estou escovando os dentes. A gente pensa que é pouco tempo, mas acaba gastando demais. De pouco em pouco vira muito. Minha avó adora plantar eu ajudo. A gente tem um jardim em casa e cultiva frutas. Podemos ajudar também, como eu vi no vídeo, andando de bicicleta ao invés de usar automóvel, não poluindo tanto”, sugere o auxiliar administrativo Jhonny Lucas Gonçalves.
Rosângela Fanti Pereira, do setor de limpeza, guarda embalagens de água sanitária, amaciante, refrigerante, iogurte e tudo mais que seja de plástico para o lixeiro não levar.

Deixa na porta de casa para uma “catadora” recolher. “Geralmente uma senhora passa às 5h da manhã recolhendo. O pessoal da rua em peso já deixa separado. Estamos tão acostumados com ela que já fazemos automaticamente. Como saio cedo de casa deixo tudo dentro de uma sacola para ela”, conta, orgulhosa.
(65) 3615-5221
e-box - Sitevip InternetSitevip Internet