WhatsApp
(65) 3615-5221
Menu

Nossos Serviços

Corpo Clínico

Guia Paciente

Convênios

Radioterapia

Ouvidoria

Onde Estamos

Notícias

Pacientes em espera por tratamento buscam auxílio da Oncomed no Multiação

Publicado por Pau e Prosa Comunicação em 19/06/2019 às 10:59

Dezenas de pessoas procuraram o quiosque da Oncomed em mais uma edição do Multiação, realizada no último sábado (15 de junho), no Parque do Lago, em Várzea Grande. Além de moradores do bairro e seu entorno, os médicos da clínica especializada em câncer atenderam pacientes que vinham de outros municípios, em busca de serviços que não estavam conseguindo acessar na rede pública de saúde.

“Eu acho excelente esse atendimento, porque a gente vai na policlínica e não está encontrando. Por exemplo, eu preciso fazer uma mamografia e não está tendo ginecologista. Isso aqui é muito bom e a gente é muito bem atendido. A gente está precisando tanto e não está tendo oportunidade nas policlínicas”, reclamou Marli Quintela Cavalcanti, de 55 anos, moradora do Maringá II, em Várzea Grande.

Lucia Martins da Silva, de 54 anos, saiu de Nossa Senhora do Livramento com o marido, de motocicleta, para buscar auxílio. “Vim especialmente para cá porque eu estou três anos tentando passar no gastro-oncologista aí fiquei sabendo do Multiação. Vim para mostrar um exame que eu já estava seis meses com ele. Isso aqui é muito melhor do que posto de saúde. Só sinto ter outras pessoas que não têm esse acesso. Eu ia trazer minha vizinha, mas vim de moto”, lamentou.

Morador do Parque do Lago, Egídio Evangelista de Arruda, de 55 anos, é outro paciente que estava havia anos buscando atendimento. “A pessoas não podem perder isso aqui, quem não tem condições de pagar. Tem cinco anos que estou mexendo com isso. Essa iniciativa achei muito boa, muito legal. Não estou podendo trabalhar. Estou muito alegre, muito satisfeito, é muito bom”, elogiou.

O trabalho realizado pela Oncomed no Multiação tem contribuído para a identificação de muitos casos de câncer que, provavelmente, as pessoas só iriam descobrir muito tardiamente, avaliou o cirurgião Rodolfo Edson de Franco Pimentel. “Essa é uma preocupação nossa. A ideia é descobrir o caso no início, fazer a prevenção, conseguir tratar o paciente com maior chance de cura, com maior chance de controle da doença”, explicou o médico. “Temos vários casos em acompanhamento na clínica que foram descobertos aqui no Multiação nesses anos em que estamos participando”, comemorou.
(65) 3615-5221
e-box - Sitevip InternetSitevip Internet